• 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13

A invenção da bicicleta

Atualmente existe várias teorias que reivindicam a invenção da bicicleta. Embora a primeira teoria datada em 1493, nasceu de um esboço atribuído a Gian Giacomo Caprotti, ele era discípulo de Leonardo da Vinci.

uitas discussões sobre a tal invenção de Leonardo da Vinci foram feitas, e recentemente em 1998, foram descobertas provas que afirmam. O desenho feito por da Vinci era falso! No entretanto estudiosos e seguidores dele, continuam defendendo sua teoria.

   esboco bicicleta davinci  
*Esboço de Leonardo da Vinci

Outra teoria atualmente muito disputada, atribui ao Conde Mende de Sivrac a invenção da bicicleta em 1690. Esta bicicleta continuava a ser uma máquina rudimentar: compunha-se de uma trave de madeira tendo em cada uma das extremidades uma roda de 65 ou 70 centímetros e sobre a trave, entre as duas rodas, existia um assento para o condutor que fazia avançar a máquina através de impulsos, alternados, dos pés no solo. Colocada na frente, servindo de guiador, estava colocada uma cabeça de cavalo, em que o condutor apoiava as mãos. Estas primeiras "bicicletas" foram chamadas de "celerífero". De notar que o celerífero não tinha direção "móvel", portanto pela definição moderna, não pode ser considerado uma bicicleta.

Em 1818, o Barão Charles Karl Von Drais, Barão de Sauerbron em Karlsruhe (Alemanha), inventou uma versão de duas rodas melhorada do celerífero, chamado de "laufmaschine", uma palavra alemã para "máquina de corrida". Olaufmaschine fez evoluir as experiências de Sivrac ao dotar o “celerífero” de um mecanismo de direção e guiador, através da montagem da roda dianteira num eixo móvel. Tal como o celerífero, na laufmaschine o piloto tinha que empurrar os seus pés contra o chão para fazer a máquina andar para a frente. Este veículo foi exibido pela primeira vez em Paris em 6 de abril de 1818. A nova máquina também recebeu a designação de “draisiana”.

   Zweirad Museum Draisine  
*Laufmaschine

Karl Von Drais patenteou este projeto em 1818, que foi o primeiro sucesso comercial de um veículo de duas rodas, dirigível, movido apenas pelo homem, apelidado de "cavalo de pau" ou "cavalo dândi". As draisianas foram inicialmente fabricados na Alemanha e França.

   celifero  
*Celerífero

Em 1855, o francês Ernest Michaux adaptou à “draisiana” umas manivelas e pedais à roda dianteira, transformando-se assim em "velocípede". O pai do jovem Michaud aproveitou a ideia para montar uma fábrica de velocípedes, substituindo a madeira pelo ferro. Assim nasceu a Bicicleta Michaux.

   laufmaschine  
*Draisiana

A "bicicleta alta" foi a extensão lógica do velocípede, fazendo "crescer" a roda dianteira (até ao limite da altura da perna interior do condutor) para permitir velocidades mais elevadas , ao mesmo tempo que se procedia ao encolhimento da roda traseira e tornando estrutura mais leve. O francês Eugene Meyer é agora considerado como o pai da "bicicleta alta".

   james starley  
*Bicicleta Roda Grande de John Starley

 

Nos anos que se seguiram (décadas de 1880 e 1890), os ingleses foram fundamentais na evolução da tecnologia da bicicleta, culminando com a criação em 1885 da chamada "bicicleta de segurança", que se assemelha às bicicletas de hoje na forma e função. Esta invenção é atribuída ao britânico John Kemp Starley. A "bicicleta de segurança" foi assim chamada porque era mais segura e mais fácil de usar do que as bicicletas de grandes rodas que a precederam. Tendo tal semelhança com as bikes de hoje em dia.

 historia bike

 

Enquete

Qual o morro mais difícil de Blumenau ?
logo_quemsomos.jpg
Sem Imagens
Sem Imagens
Sem Imagens